Aprofundando o Ensino Híbrido: a rotação por estações

Em nosso último post, falamos sobre o Ensino Híbrido, de sua repercussão no meio educacional e dos equívocos que costumam surgir quando de sua definição. Agora, vamos no aprofundar em seus modelos considerados sustentados, ou seja, aqueles que não exigem uma mudança institucional para que a utilização do Ensino Híbrido se efetive. Além disso, eles se integram à sala de aula presencial, que ainda é a modalidade mais

 

Mestre em Educação: Currículo pela PUC/SP, pós-graduada em gestão educacional pela FMU, design educacional pela Universidade Federal de Juiz de Fora e educação inovadora: didáticas, tecnologias, design e autoria pelo Instituto Singularidades e C.E.S.A.R. Licenciada em Letras pela USP. Atua na formação inicial e continuada na educação desde 2008. Tem experiência em consultoria e gestão de programas inovadores em redes públicas e privadas, envolvendo inovação curricular, metodologias ativas, cultura maker, multiletramentos e integração das tecnologias digitais nas práticas pedagógicas. É membro da rede IEB (Rede de Inovação para a Educação Brasileira), gerenciada pelo CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira). Atuou no grupo de pesquisa em aprendizagem híbrida pelo Instituto Singularidades, sob a coordenação de Lilian Bacich e José Moran (2015). Foi responsável pela coordenação de campo do Programa Inovação nas Escolas da Fundação Lemann, entre 2013 e 2016, gerindo a implementação do Projeto Khan Academy, envolvendo 110 mil alunos e 3000 professores. Especialista em Educação da Microsoft, atuou no desenvolvimento de programas de formação de professores em instituições e redes de ensino que utilizam os recursos educacionais da Microsoft em sala de aula. Representou o Brasil nos eventos: 2019/2018 – E2 | Education Exchange (Singapura e Paris, respectivamente); 2015 - Summit Teachers Ambassadors (Amsterdam); 2013- Swiss International Teachers Program (EUA). 2003 -Étage Connaissance de la France (França). Hoje é Fundadora e Diretora da Redesenho Educacional, assessoria que apoia escolas, líderes e professores brasileiros a inovar, com foco em inovação curricular, por meio das tecnologias digitais, metodologias ativas e aprendizagem criativa. Também é professora de Pós-Graduação do Instituto Singularidades e autora de material didático para o Grupo Santillana. Pesquisadora da área de inovações em educação, como cultura digital, metodologias ativas, ensino híbrido, design e cultura maker.

No Comments

Post A Comment