Onde estão os professores de idiomas nos eventos?

12

Há 3 anos participo da equipe de produção de eventos de Coaching na cidade de Uberlândia/MG e durante o mesmo período criei alguns eventos presenciais e vários virtuais de formação continuada para professores de idiomas, durante os quais pude observar que, por algum motivo, os professores tendem a não participar de eventos presenciais ou às vezes até mesmo de acessar um link gratuito para assistir à certas palavras num horário marcado.

Se você tem o hábito de participar de eventos de formação continuada para profissionais de ELT com certeza já presenciou eventos com muito menos participantes do que o esperado. Isso ocorre em muitos eventos, independente da instituição organizadora ou de onde são sediados.

É claro que se você mora em SP capital (ou tem disponibilidade para se locomover até lá) a gama de eventos presenciais ofertados é muito maior e é facilmente possível escolher ir em um ou em outro e ainda assim manter uma boa regularidade de presença em eventos ao decorrer do ano. Porém, se você está na maioria das outras capitais ou pior, no interior dos demais estados, sabe que há uma absoluta escassez de eventos de ELT.

Com alguma frequência me deparo com professores reclamando dessa escassez de eventos próximos de suas regiões, mas não vejo movimento em relação a produzi-los e por incrível que pareça, se por um acaso alguém cria um evento, aqueles que reclamavam da escassez acabam não participando.

Enquanto produtor de eventos preciso desabafar o quanto é frustrante despender tempo, dinheiro e energia para a produção de um evento de qualquer magnitude e não obter um quórum minimamente razoável para a sua realização. Outro dia discutíamos esse assunto no grupo BrELT do Facebook e vi alguns excelentes profissionais que desistiram de produzir eventos (gratuitos!) devido à falta de participação dos professores da comunidade local. Preciso admitir que me encontro nessa mesma posição e me entristeço por isso.

Por vezes o produtor encontra apoio de livrarias e até institutos de letras das faculdades locais, mas ainda assim o número de participantes é baixo e acaba por tornar a realização do evento inviável.

Então pergunto: onde estão os professores de idiomas nos eventos? Ou que pelo menos deveriam estar neles…

Se fosse culpar algo ou alguém por es00sa ausência, acho que eu culparia:

– A crise! Já que passamos por uma crise financeira no país (que está começando a se dissipar com a taxa Selic descendo em Jan/2017) os professores não estavam financeiramente dispostos a pagar por eventos. Mas… muitos eventos são GRATUITOS ou a custo MUITO baixo, como abaixo de 20 reais. Para efeito de comparação, pode ser mais barato participar de um evento que ir ao cinema ou comer um lanche de fast food.

– As escolas! Aparentemente as franqueadoras tendem a achar que seus próprios treinamentos internos são mais que suficientes para seus próprios colaboradores. Os coordenadores montam calendários apertados de aulas e como não há professores disponíveis para substituição, não liberam seus teachers para participarem de eventos que muito agregarão para o crescimento da qualidade das aulas de sua própria instituição. Mas… A maioria dos eventos acontece nas sextas-feiras ou sábados em horários menos nobre de aulas justamente para evitar a necessidade de desmarcações ou remarcações. É preciso compreender que nunca dá para arranjar um dia e horário em que todo mundo está disponível e um ou outro colega sempre acaba tendo que fazer um esforço maior. Tente marcar com 7 amigos seus de tomar um sorvete e veja por você mesmo a dificuldade de encontrar um horário disponível a todos.

Venho te perguntar então: de quantos eventos presenciais você participou em 2016? E de quantos virtuais (webinários, congressos e outros como o BrELT chat) no mesmo período?

Infelizmente as chances são que se você está lendo este texto diretamente de um blog de desenvolvimento profissional de ELT provavelmente você se interessa e participa desses eventos, ou seja, a crítica talvez não seja para você.

É por isso que eu lhe peço que compartilhe esse texto em sua linha do tempo no Facebook e nos seus grupos de professores, não importa quão pequenos sejam, e que marque seus colegas teachers para que possam lê-lo também.

Aproveitando, se você é de Uberlândia/MG ou região do Triângulo Mineiro e também está ávido(a) por eventos presenciais por aqui, manifeste-se! Deixe um comentário ou entre em contato comigo pelo meu Facebook pessoal www.fb.com/viniciusdiamantino ou minha fanpage www.fb.com/diamantinocoaching.

Disponibilize-se! Participe dos eventos e convide seus colegas para que vão com você! Assim você ajuda a fomentar um ecossistema de aprendizado continuado e cria situações de grande desenvolvimento profissional e networking.

E claro, aproveite essa faísca de liderança que todo professor tem e monte uma equipe para produzirem eventos em sua região!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vinicius Diamantino

Opa, tudo joia? Meu nome é Vinicius Diamantino, eu sou o fundador da Diamantino Coaching, Professor de Inglês há mais de 10 anos, Master Coach com foco educacional, Treinador de Professores em Coaching de Idiomas, Palestrante provocativo e também o criador do blog www.diamantinocoaching.com.br e da FanPage www.fb.com/diamantinocoaching.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *